Logo no primeiro dia útil do ano o Brasil teve a notícia de que a startup 99, antiga 99 Táxi, tornou-se oficialmente o primeiro unicórnio brasileiro. Avaliada em US$ 1 bilhão a empresa – responsável por apps de táxis e transporte particular – foi comprada pela chinesa DiDi, maior empresa de mobilidade urbana no mundo. A notícia deixa o mercado de startups entusiasmado inspirando outras possíveis favoritas a essa competência. Porém, você sabe como acontece a Gestão de Pessoas na 99?

O time de RH da 99 foca em ser responsável por maximizar o potencial de desenvolvimento dos membros da empresa, buscando que sejam mais produtivos e que consigam impulsionar o business (que agora tem a capacidade de impactar a vida de bilhões de pessoas globalmente!). Com esse foco em pessoas, a empresa trabalha fortemente a sua própria cultura, traçando estratégias e ações que ressaltam esse core e que levam mais qualidade de vida aos seus colaboradores.

Tratando-se de Cultura na 99, a startup co-criou junto com seus membros a definição de seus valores, os quais servem como pilares de sustentação da mesma. Entre eles encontramos mantras como: Todos no mesmo barco, Seja transparente, Faça a coisa certa, Seja genuinamente preocupado com as pessoas, Cause a maior diferença no mundo, Seja você mesmo, Desenvolva você e os outros, Questione padrões e Faça mais com menos.

Quando falamos de cultura de uma empresa, falamos sobre as interações invisíveis que acontecem nas relações humanas e que se refletem em questões de produtividade, criatividade, senso de pertencimento, motivação, retenção e desenvolvimento de talentos, entre outros. Ou seja, os valores de uma empresa não servem apenas para que sejam expostos na parede ou no seu código de cultura. Os valores definidos influenciarão o modo como as relações acontecem dentro e fora da empresa. Através da cultura, o propósito da organização é transmitido e as principais lideranças são formadas, o que farão com que o legado da empresa prospere, se expanda, atraia novos talentos com o fit desejado e desperte o interesse do mercado.

Portanto, fica o exemplo da 99: empresas com cultura forte e definida, são mais resilientes, unidas, com maior potencial de expansão e visibilidade! As lideranças, por sua vez, através da escuta, do diálogo e da co-criação, devem ser os maiores replicadores dos valores que dão a identidade da empresa e que suportam o crescimento desejado. Que nesse ano que se inicia trabalhemos cada vez mais nossos talentos, nossos valores e nossas culturas para que outros unicórnios surjam de dentro do ecossistema brasileiro!

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *